Projeto SABE[res] da Rede de Bibliotecas de Torres Novas

b_0_280_16777215_01_images_SABE_A_LIVROS_Saberes_logo-02.jpg

O projeto SABE[res] do Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares da Biblioteca Municipal teve o seu começo no início do 1º período deste ano letivo, efetuando, até à data, alguma ações nas Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Artur Gonçalves e Agrupamento de Escolas Gil Paes.
Algumas das ações que este projeto se propõe realizar, junto da comunidade escolar do concelho, pretendem promover a literacia emocional, com temas que têm em linha de conta um referencial de competências e valores a abordar com as crianças e jovens e que se estruturam em três grandes áreas: competências pessoais, sociais e cívicas.


Uma caixa cheia de emoções pretende guiar os alunos, do pré-escolar e do 1º ciclo, na descoberta de emoções. Através da observação de situações comuns às crianças e da audição de pequenos trechos musicais exploram-se quatro emoções básicas: estar feliz, estar triste, estar com medo e estar zangado. Assim, os alunos experimentam  colocar-se na perspetiva do outro, permitindo o desenvolvimento da sua consciência social.


A escada vermelha tem como base o livro homónimo de Fernando Pèrez Hermano. Com recurso a um tapete criado para o efeito, faz-se a leitura da história e, num diálogo constante com os alunos, trabalha-se o seu conteúdo e objetivos: confiança e determinação em alcançar os nossos fins. As sublimes ilustrações que têm a mesma autoria, Fernando Pèrez Hermano, com um impecável trabalho de composição, sugestão de movimento e uso simbólico da cor, conduz os alunos mais pequenos para a dimensão das descobertas, como o tamanho dos objetos e as distâncias.


Outras ações que também integram este projeto visam a promoção da leitura, na exploração do texto narrativo versus imagem, o treino das competências linguísticas e a descoberta de novos vocábulos, bem como o apoio ao currículo escolar.

Com a ação Os três terríveis porquinhos, os alunos compreendem o que é um conto tradicional e escutam Os três porquinhos recontado pelo autor do livro Os três terríveis porquinhos, Liz Pichon. No final, desafiam-se os alunos a recontar a história ouvida, com a exploração das ilustrações e elementos que são parte integrante da história. A história é lida em voz alta, engradecida pela presença de fantoches criados para a interpretação das personagens.

 

A fuga da ervilha é sem dúvida uma ação para consolidar os conhecimentos dos alunos sobre o aparelho digestivo, lecionados no 3º ano letivo. Com o recurso a um tapete onde está representado o aparelho digestivo, parte-se para a leitura da história em voz alta, onde as crianças podem acompanhar o percurso da ervilha pelos diferentes órgãos que compõem o referido aparelho.

Verificamos que a frequência destas ações, com os seus diferentes propósitos, junto da comunidade escolar do concelho, que se tem repetido ao longo dos últimos anos letivos, reforça o papel da Biblioteca Municipal e dos seus propósitos enquanto serviço público veiculador e mediador do gosto e da promoção da leitura, seja em resposta ao currículo escolar dos alunos ou apenas como criadora de momentos lúdicos.